quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

DOE SANGUE DOE VIDA!!

Stanley Bezerra de Oliveira precisa de você 🤚🏻.Ajude doando Sangue ou transmitido essa mensagem a quem é doador. 🙏🏻.
Stanley está fazendo tratamento para leucemia. Ajude-o doando sangue no Hemocentro em Mossoró. O paciente está internado na UTI do centro de Oncologia.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

A Liga Mossoroense agora conta com 10 estudantes do programa Jovem Aprendiz.

Lotados no setores do recursos humanos, arquivo e digitação, recepção, farmácia, rouparia e financeiro, os jovens aprendizes desenvolverão atividades que tem como objetivo estimular a prática profissional em ambiente compatível com sua idade. Além dessa oportunidade, os estudantes terão sua carteira assinada pela primeira vez.
A experiência ainda conta com um rodízio de atividades em que os 10 jovens aprendizes poderão passar pelos principais setores dos hospitais, o que proporcionará mais aprendizado.
Para Wogel Oliveira, superintendente da LMECC, esta é uma oportunidade de grande valor para a formação profissional desses jovens, uma vez que eles sairão do hospital prontos para entrar no mercado de trabalho. "A LMECC além de ter o compromisso em combater o câncer, ela também tem o seu lado de instituição formadora", afirma Wogel.

Isabela Capeto cria bolsa exclusiva para pacientes do Hospital Fundação do Câncer

A estilista Isabela Capeto, um dos nomes mais reconhecidos no mundo da moda, desenhou e doou estampa exclusiva para uma bolsa dada aos pacientes que realizaram exames de imagem no Hospital Fundação do Câncer, ao longo deste mês. A ação faz parte da campanha para o Dia Mundial do Câncer (4 de fevereiro) e conta com colaboradores como a marca de produtos de beleza Redken, que viabilizou o recurso por meio de parceria anterior com o hospital, e a confecção carioca Peça Original, responsável pela produção da bolsa.

“A ideia da parceria surgiu pela própria experiência que a maioria das mulheres já teve ao receber um laudo médico. O medo, a ansiedade e algumas vezes um resultado que implica em tratamento oncológico nos deixa, muitas vezes, sem condições de acreditar na possibilidade de cura”, explica Suely Guimarães, gerente de Comunicação e Marketing da Fundação.

A estampa da bolsa é supercolorida, com elementos florais que remetem à esperança. Em um primeiro momento, servirá para levar os exames, mas também poderá ser usada para levar os brinquedos dos filhos para o parque, ir à praia ou à ginástica. “A Isabela Capeto é uma parceira de grande sensibilidade e conseguiu captar e retransmitir claramente a mensagem de vida que desejamos a todos”, complementa Suely.

Localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro, o Hospital Fundação do Câncer é um centro de diagnóstico de ponta, com tecnologia de última geração e atendimento especializado.


Fonte: Fundação do Câncer

Bilionário, mercado de insulina terá reviravolta

Dominado pelos laboratórios multinacionais, o mercado de insulina no Brasil vai passar por mudanças drásticas.
Nesse ano, serão construídas duas fábricas no país, na Bahia e em Minas Gerais.
A fábrica baiana será pública, uma parceria entre a Bahiafarma, laboratório do governo do estado, e a ucraniana Indar. O projeto, de R$ 250 milhões, prevê o atendimento de toda a demanda anual da SUS.
A segunda fábrica é uma parceria da empresa mineira Biomm, com a Fundação Ezequiel Dias, do governo mineiro.
Segundo o IBGE, mais de 9 milhões de brasileiros têm diabetes é dependem do uso contínuo de insulina.


*O Xerife.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Enfermeira cajazeirense é diagnosticada com câncer; família pede doações para tratamento

A enfermeira Roane Ramalho de França, de apenas 24 anos, foi diagnosticada com câncer no fígado, o resultado do exame saiu nesta sexta-feira (17) e ela precisou mudar sua rotina para dar início ao tratamento.
Familiares e amigos estão fazendo campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro que será usado para custear todo o tratamento que será feito em um hospital no Ceará.
AJUDE
As doações podem ser feitas na conta da mãe de Roane:
Caixa Econômica Federal (Conta Poupança)
Agência 0040 OP: 013 Conta 3448-7
Katyane Mahilda Arruda Ramalho de França

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Alimentos ultraprocessados estão relacionados com o câncer, diz estudo

Para cientistas, mais pesquisas são necessárias para revelar o que está por trás dessa relação
RIO – Um estudo de pesquisadores franceses da Universidade de Sorbonne sugere que haja uma relação entre o consumo de alimentos ultraprocessados e o desenvolvimento de cânceres. Eles classificaram comidas, incluindo bolos, frango empanado (nuggets) e pães produzidos industrialmente como ultraprocessados. A pesquisa, com 105 mil participantes, aponta que quanto mais alimentos desse tipo se come, maiores os riscos de se ter a doença.

Apesar de os próprios pesquisadores recomendarem a necessidade de mais estudos para garantir essa relação, especialistas alegam que uma dieta saudável, com consumo de frutas, vegetais e fibras, é, de fato, a melhor opção a se seguir. Além do tabagismo, o sobrepeso é o principal fator de risco para a doença que pode ser prevenido.

Os resultados da pesquisa

Para realizar o estudo, cientistas preencheram questionários para avaliar o que os participantes comiam. Os participantes, em sua maioria mulheres de meia-idade, foram acompanhados por cinco anos. A partir disso, os resultados, publicados no jornal British Medical, apontam que, se a proporção com que se ingeria alimentos ultraprocessados aumentava em 10%, o número de casos de câncer detectados subia para 12%.

Cerca de 18% deles tinham sua dieta baseada em alimentos ultraprocessados e eram, em média, 79 casos de câncer por cada 10 mil pessoas a cada ano. Subindo essa proporção dos alimentos ultraprocessados em 10%, seriam nove casos a mais da doença por 10 mil pessoas por ano.

“Esses resultados sugerem que o rápido aumento no consumo desses alimentos pode levar a uma sobrecarga nos casos de câncer nas próximas décadas”, concluíram os pesquisadores.

Apesar disso, acrescentaram que as descobertas da pesquisa devem ser “confirmadas por outros estudos de larga escala”, para estabelecer o que pode estar por trás dessa relação entre alimentação e a doença.

Comportamentos de risco
O estudo, então, não poderia ser considerado como definitivo sobre essa relação, nem que a doença seja causada por esse tipo de alimento. Além disso, quem ingere muitos ultraprocessados em sua dieta pode ter também outros hábitos e comportamentos que levem ao desenvolvimento de câncer.

Segundo a pesquisa, os participantes que consumiam muitos alimentos ultraprocessados tinham maior propensão ao fumo, eram menos ativos, consumiam mais calorias no geral e eram mais suscetíveis a tomar anticoncepcional.

Especialistas alertam que consumir alimentos ultraprocessados em demasia pode levar ao ganho de peso e ao sobrepeso, o que já é compreendido como um fator de risco para câncer. Por isso, distinguir qual seria a principal causa, o sobrepeso ou o tipo de alimento, ainda é difícil e faltam evidências científicas para isso.

Entre os alimentos considerados ultraprocessados pela pesquisa, estão barras de chocolate e balas, salgadinhos industrializados (incluindo batatas fritas de saquinho), refrigerantes e bebidas açucaradas e macarrão instantâneo.

Fonte: O Globo

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

15 de fevereiro é o Dia Internacional de Luta contra o Câncer Infantil.

A data serve para despertar a conscientização da população sobre o problema e valoriza a luta das crianças para superar a doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos cerca de 11 mil crianças e adolescentes de 1 a 19 anos são diagnosticados com câncer no Brasil.

Atualmente, a doença é a causa número 1 das mortes de pessoas nessa faixa etária. No entanto, o diagnóstico precoce pode ser a chave para reverter esse quadro. Por isso, os pais devem sempre estar atentos a quaisquer mudanças na saúde dos filhos, prestando atenção em alguns sintomas que podem estar associados ao câncer. Alguns deles são palidez, manchas roxas sem relação com machucados, febre, dor abdominal e urina com sangue, entre outros.

A Liga Mossoroense possui uma estrutura adequada para diagnosticar e tratar o câncer infantojuvenil. Agende já uma consulta conosco.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

APODI-RN: INOVANDO O CARNAVAL, BONECOS NAS RUAS DA CIDADE EM HOMENAGEM A ILUSTRES CARNAVALESCO!!

São homenagens a inesquecíveis foliões de Apodi, que se aqui estivessem, estariam pulando o Carnaval 2018.
São bonecos gigantes que chamam a atenção e mostram ao povo de Apodi, que Carnaval também é cultura.
Dorinha de Terta e Altino Dias, esse é o bloco de vocês com a orquestra de frevo Pura Energia, além da boneca, a Lavadeira.
DORINHA DE TERTA - ícone do carnaval apodiense, brincou até os últimos anos de sua vida. Como bem atesta a sua família, passava o ano inteiro esperando o período carnavalesco, que era o que mais gostava. 

ALTINO DIAS - Rei Momo em diversas edições do Carnaval de Apodi. Sua presença foi registrada desde o primeiro carnaval da ACDA na década de 50. Além disso, foi proprietário do único cinema que Apodi teve, o Cine Odeon.
LAVADEIRA - Essa boneca não é uma cópia de nenhuma pessoa de Apodi. Mas uma figura com traços indígenas com uma trouxa de roupas na cabeça, que representa todas as antigas lavadeiras de roupas da Lagoa do Apodi: Maria Cará, Maria de Zé Grosso, Maria de Mourão, Inês, Raimunda, Das Dores e todas as outras que enfeitavam a lagoa.
A ideia veio desse cara, Dionízio Cosmo do Apodi, que é digno de nossos aplausos e apoio!!! 

Postado por Erivan Morais

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Liga Mossoroense abre processo seletivo para Técnico de Enfermagem

A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) abriu processo seletivo para contratação de Técnico de Enfermagem. É ofertada apenas uma vaga.

Os interessados podem enviar currículo pelo e-mail rh@ligamossoroense.org, até o dia 14 de fevereiro de 2018.

O resultado será divulgado pela Liga no dia 21 de fevereiro.

A Liga Mossoroense informa que o salário será combinado entre o setor de Recursos Humanos e o profissional.

O profissional deve ter experiência de no mínimo 1 ano em centro cirúrgico, UTI e CME. Também deve ter registro no COREN ativo.


Do Portal Mossoró Hoje.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Convite para o lançamento da Campanha da Fraternidade na Diocese de Mossoró

Superar a violência com a participação de todos

Você já parou para pensar no motivo de tanta violência em nosso Brasil? Com certeza, sim. Afinal, não há como ficar insensível diante dos altos índices de violência e das suas vítimas. “Fraternidade e superação da violência” é o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, uma oportunidade de aprofundarmos essa reflexão e encontrarmos meios para colaborar com uma cultura de paz, urgente e necessária. A violência pontada pela CF 2018 vai além daquela que acontece nas relações interpessoais e cotidianas: os dados levantados pela campanha nos esclarecem como as estruturas políticas, econômicas e sociais do Brasil, construídas em um longo processo histórico, estão enraizadas e continuam a fomentar a violência social.
O lema da CF 2018, extraído do capítulo 23 do Evangelho de São Mateus, é “Vós sois todos irmãos”. O objetivo geral é “construir a fraternidade, promovendo a cultura de paz, da reconciliação e da justiça à luz da Palavra de Deus como caminho de superação da violência”. Segundo o secretário executivo de campanhas da CNBB, Padre Luís Fernando da Silva, numa sociedade marcada pela violência como a brasileira existe uma hierarquia na qual os mais fortes, detentores de poder econômico, oprimem os mais pobres, negando-lhes uma vida digna.
A CF 2018 será lançada pela CNBB no dia 14 de fevereiro, Quarta-feira de Cinzas, no Brasil, e o principal subsídio é o Texto-Base, que apresenta uma reflexão sobre o tema a partir do método ver, julgar e agir.
Para a Igreja no Brasil, superar as várias faces da violência é tarefa de todos. “Exige o compromisso de cada cristão e cristã no enfrentamento das múltiplas formas de ofensa à dignidade humana que se naturalizam escandalosamente em nossa sociedade”, ressalta Padre Luís Fernando.

Lançamento da CF na Diocese de Mossoró

A Diocese de Mossoró lança a Campanha da Fraternidade 2018, no dia 18, às 11 horas, na Matriz de São José, com missa presidida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana e concelebrada pelos sacerdotes de Mossoró. A partir das 8 horas, estará acontecendo um aprofundamento sobre a CF realizado pelo Encontro de Casais com Cristo (Paróquias Santa Luzia e São José) e aberto à comunidade com o promotor de justiça Victor Hugo de Freitas Vale. Todos são convidados.
No dia 02, houve um aprofundamento para as paróquias, no Centro de Treinamento.

Participe -– 25 de Março de 2018 – Coleta Nacional da Solidariedade

*Transmissão- Rádio Rural de Mossoró

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

CASA DURVAL PAIVA: Crianças com câncer celebram a vida no CARNACACC

O clima de folia chega a Casa Durval Paiva na próxima quarta-feira, 07/02, às 14h30 quando as crianças, adolescentes e acompanhantes vestirão suas fantasias e entrarão no ritmo da alegria.
O evento é uma oportunidade para comprovar que mesmo em situações adversas, como a luta contra o câncer e doenças hematológicas crônicas, é possível celebrar a vida e proporcionar o resgate da cidadania, dignidade e a qualidade de vida das crianças e seus familiares.
Em grande estilo, as crianças contarão com brincadeiras como: pula-pula e piscina de bolinhas, além da presença do Rei Momo, da Rainha do carnaval de Natal, familiares, doadores, voluntários e da Orquestra de Frevo Municipal de São Gonçalo do Amarante que animará a festa.
Quem quiser ajudar na promoção do Carnacacc pode doar picolé, polpa de fruta, bolo e pão para cachorro-quente. Informações: 4006-1600.
*Programação*
14:30 – Acolhimento com aula de dança
15:00 – Chegada Rei Momo e Rainha do Carnaval
15:30 - Orquestra de Frevo Municipal de São Gonçalo do Amarante
16:00 – Lanche

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Vacina contra câncer começará a ser testada em humanos, e emociona cientistas

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos EUA, estão recrutando 15 pacientes diagnosticados com linfoma para que possam participar de um ensaio para uma vacina experimental contra o câncer.
Em experimentos feitos em ratos, a vacina foi capaz de eliminar tumores com pouco a nenhum efeito colateral, segundo informações do Daily Mail.
A equipe, que foi a mesma responsável por desenvolver um dos tratamentos contra o câncer mais utilizados atualmente, a quimioterapia com o medicamento Rituximab, afirmou que a injeção é aplicada diretamente no tumor, desencadeando uma resposta defensiva do corpo e atacando qualquer possibilidade de o tumor se espalhar.
Basicamente, ela é aplicada em uma combinação de dois fatores para que o sistema imunológico seja ativado para combater o câncer. Tendo observado isso em ratos, agora os pesquisadores estão em busca de pacientes com linfoma interessados em participar de um ensaio clínico.
Uma vez que a aplicação é localizada, os cientistas insistem que ela é econômica e improvável de causar efeitos colaterais adversos. “Quando usamos esses dois agentes juntos, observamos a eliminação de tumores em todo o corpo”, disse o médico e professor de oncologia Ronald Levy, principal autor do estudo e funcionário do laboratório que desenvolveu a Rituximab.
“Esta abordagem ignora a necessidade de identificar alvos imunes específicos de tumor e não requer ativação inteira do sistema imunológico ou a personalização das células imunes de um paciente”, explicou ele acrescentando que a vacina poderia funcionar para diferentes tipos de câncer.
Enquanto algumas abordagens buscam estimular todo o sistema imunológico, outras visam áreas específicas do corpo para impedir que o câncer se espalhe. Há também terapias como uma recém-aprovada que usa células T CAR, buscando remover células imunes do corpo para geneticamente modificá-las.
Contudo, embora todas tenham sido utilizadas com sucesso, elas possuem limitações, como o fato de serem difíceis de reproduzi-las, levar tempo para serem administradas e causarem efeitos colaterais adversos no organismo.
“Todos esses avanços de imunoterapia estão mudando a prática médica”, disse Levy. “Nossa abordagem usa uma aplicação única de quantidades muito pequenas de dois agentes para estimular as células imunes dentro do próprio tumor. Nos camundongos, vimos efeitos surpreendentes, incluindo a eliminação de tumores em todo o animal”.
O método funciona reativando as células T específicas do câncer, injetando quantidades de um milionésimo de grama de dois agentes diretamente no local do tumor. Enquanto o primeiro, um curto trecho de DNA, trabalha com células imunes próximas para aumentar a expressão de um receptor ativador na superfície das células T, o segundo, um anticorpo que se liga ao receptor, ativa as células T para atacar as cancerígenas.
Assim, ao injetá-lo diretamente no tumor, é o treinamento específico das células T que reconhece o câncer, uma vez que já estão dentro dele. “Esta é uma abordagem muito direcionada“, explicou Levy. “Somente o tumor que compartilha os alvos proteicos é afetado. Estamos atacando alvos específicos sem ter que identificar exatamente quais proteínas as células T estão reconhecendo”.
Para o experimento, Levy planeja recrutar 15 pacientes diagnosticados com linfoma de baixo grau. Se bem sucedido, ele acredita que o tratamento poderá ser útil para muitos tipos de tumores, incluindo os que se espalham sem ser detectados.
“Eu não acho que haja um limite para o tipo de tumor que poderíamos tratar, desde que tenha sido infiltrado pelo sistema imunológico“, concluiu o pesquisador.
*Jornal Ciência com Daily Mail/BG

INCA AFIRMA, QUE BRASIL PODE TER ESTE ANO 600 MIL CASOS DE CÂNCER

Brasil pode ter este ano 600 mil casos de câncer, afirma Inca
O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) prevê que 600 mil novos casos de câncer devem ser diagnosticados no Brasil este ano, e mais 600 mil no ano que vem.
No entanto, hábitos saudáveis, a solução de problemas de saneamento e a adoção de medidas preventivas poderiam evitar um terço dos casos, disse a diretora-geral do Inca, Ana Cristina Pinho Mendes.
Dos casos de câncer, cerca de 30% são considerados evitáveis", diz ela, que exemplifica. "A redução do tabagismo diminuiu de maneira estatisticamente significativa a incidência de câncer de pulmão e de outros tipos de câncer. O tabagismo está relacionado a 16 tipos", afirmou.
Outro fator de risco, destaca, é a obesidade, que está relacionada ao câncer de intestino, o terceiro mais frequente entre as mulheres e o quarto mais frequente entre os homens. O consumo excessivo de álcool é outro comportamento que deve ser evitado.
O câncer de pele não melanoma, considerado um tumor menos letal que a média, é o mais frequente no país, com 165 mil dos 600 mil casos estimados de câncer. A prevenção a esse tipo de tumor é se proteger do sol, especialmente nos horários próximos de 12h, quando há mais calor, além do uso de protetor solar.
Além dos tipos de câncer que podem ter sua incidência reduzida por hábitos saudáveis, há também aqueles que dependem do avanço de políticas públicas, como a ampliação do saneamento básico nas regiões Norte e Nordeste, onde o câncer de estômago ainda tem uma incidência destacada.
Sul, Sudeste, Norte e Nordeste
O Inca analisa que o Sul e Sudeste têm a incidência de câncer mais semelhante a de países desenvolvidos, enquanto o Norte e o Nordeste apresentam espaço para reduzir doenças que já estão bastante controladas em países ricos:
"No caso do colo de útero, o agente mais relacionado é o HPV [vírus transmitido principalmente através de relações sexuais desprotegidas, está associado a diversos tipos de câncer, como de colo de útero, ânus, pênis, vulva e uretra]. Então, a vacinação de meninas e os exames de rotina das mulheres a cada dois anos são importantes. No caso do câncer de estômago é uma questão de saneamento básico, de qualidade da água", explica Ana Cristina.
Entre os tipos de câncer mais prevalentes no Brasil estão ainda doenças que se tornam mais tratáveis quanto mais precoce for o diagnóstico. É o caso do câncer de próstata e do câncer de mama, que são os tipos mais frequentes abaixo do câncer de pele não melanoma e podem ser identificados por exames de rotina.
Foto: Reprodução/Internet
Informação: Mossoró Notícias

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Padre Flávio Augusto recebe alta médica e volta para Mossoró- RN

O padre Flávio Augusto Forte Melo recebeu alta médica e está de volta a Mossoró. Amanhã, sábado, ele segue para Severiano Melo, sua terra natal, para seguir com a recuperação da intervenção cirúrgica ocorrida no dia 15 de janeiro, em Fortaleza (CE). “O médico gostou da minha recuperação e devo seguir com as orientações de muito repouso, restrições alimentares e não dirigir. Quero agradecer a todas as orações em meu favor”, revelou Padre Flávio, em entrevista por telefone ao programa Bem Viver, da Rádio Rural de Mossoró.
O sacerdote deve retomar aos poucos as suas funções na Diocese de Mossoró e na Paróquia de Santa Luzia. No dia 14, às 19 horas, Padre Flávio concelebrará, ao lado do Bispo Diocesano Dom Mariano, a Missa de Cinzas na Catedral de Santa Luzia.


*Informações: Diocese de Mossoró

Com novo aparelho, LMECC promete dobrar número de atendimentos por dia

A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer foi incluída no Plano de Expansão da Radioterapia do Ministério da Saúde. Resultado disso será a ampliação de atendimento para 200 pacientes por dia.
O Hospital da Solidariedade já possui uma casamata vazia - espaço destinado para a instalação do aparelho - que será contemplado com um novo acelerador linear para garantir o atendimento aos pacientes que necessitam desse tipo de tratamento.
Atualmente somente a Liga Mossoroense oferece o serviço de radioterapia com um acelerador linear no interior do estado, sendo um dos três centros do Nordeste a oferecer essa tecnologia.
Em visita a Brasília em dezembro do ano passado, o superintendente da Liga Mossoroense, Prof. Dr. Wogel Oliveira, esteve reunido com a equipe de Coordenação e Atenção as Pessoas com Doenças Crônicas do Ministério da Saúde, para dialogar acerca da importância da expansão da radioterapia em Mossoró.
A medida ofertará ao hospital um investimento federal de R$ 1,9 milhão para implantação. Com o novo equipamento, o Hospital da Solidariedade dobrará seus serviços e atenderá cerca de 200 pacientes por dia.
Atualmente, a unidade já oferta outros cuidados no tratamento contra o câncer como, cirurgias oncológicas e sessões de quimioterapia.
“É um marco para a saúde do município de Mossoró e de toda a nossa região, pois estamos trazendo mais um aparelho de última geração para o tratamento do câncer. Na sequência faremos as adequações necessárias à estrutura do hospital e seguiremos todos os prazos do Ministério da Saúde, para no menor tempo possível, esse instrumento esteja disponível para toda a população”, afirma Wolgel Oliveira, superintendente da Liga Mossoroense.
De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), uma nova pesquisa sobre a incidência de câncer para o biênio 2018-2019 já foi divulgada. O levantamento apontou que serão cerca de 600 mil novos casos, em cada ano, aproximadamente 282.450 em mulheres e 300.140 em homens. O Brasil possui 243 aparelhos para tratamento de radioterapia na rede pública em funcionamento. Em 2017, 10,3 milhões de procedimentos radioterápicos foram realizados pelo o SUS.


sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

CASA DURVAL PAIVA E O PROJETO FAZENDO ARTE

Enquanto às crianças estão na sala de apoio pedagógico dando continuidade aos estudos, às mães vão para a sala de artes aprender várias técnicas de artesanato, corte, costura, entre outros.
O Projeto Fazendo Arte patrocinado pelo Instituto Nordeste Cidadania tem o objetivo de contribuir para a inclusão produtiva de mulheres de baixa renda de comunidades do Semiárido do estado do RN através da capacitação para produção de artigos de artesanato e confecção de figurino para apresentações artísticas culturais, buscando resgatar o aprendizado de atividades que apresentem aspectos típicos da cultura nordestina, gerando sustentabilidade, promoção da cidadania e o respeito à vida do público participante do projeto.