terça-feira, 14 de outubro de 2014

'Perdi minha princesinha', diz mãe de criança que morreu de câncer

Sara Dantas morreu na madrugada desta segunda-feira (13).
Ela aguardava o transplante de medula; a mãe está com câncer de mama.

Denilsa e Sara. Mãe e filha batalhavam juntas na luta contra o câncer. Nesta segunda-feira (13), a pequena Sara, aos 9 anos de idade, morreu no Hospital Infantil Varela Santiago. Enfrentando "a maior dor que já sentiu", Denilsa tenta encontrar forças para continuar lutando contra o câncer de mama. "Eu perdi minha princesinha, mas vou continuar lutando, por ela vou continuar lutando", disse.

A história de mãe e filha foi matéria do G1 em agosto deste ano. A pequena Sara Dantas, de apenas 9 anos de idade, foi diagnosticada com leucemia – câncer no sangue – em setembro de 2013. Em junho deste ano, a mãe, durante o tratamento da filha, descobriu que estava com câncer de mama. A família é de Currais Novos e se mudou para Natal para ficar mais próximo dos hospitais onde Sara se tratava e aguardava um doador de medula óssea compatível para a realização do transplante. 


Ainda em agosto foram localizados 12 doadores compatíveis com Sara. Um deles foi selecionado, passou por todo o procedimento de perparação para o transplante - que envolve a realização de uma bateria de exames - e já estava apto a doar. Mas, quando o doador ficou apto, Sara já estava internada com um quadro de pneumonia e precisava se recuperar para se submeter ao transplante. Ela morreu na madrugada desta segunda (14). 


"A dor é muito grande. Tá sendo muito difícil, muito difícil", disse Valmir Dantas, pai de Sara. Durante o tratamento, Sara e a mãe gravaram um CD de música gospel que seria vendido para arrecadar recursos para o tratamento das duas. O CD chama-se "Não pare de lutar". A mensagem que a mãe precisa agora para continuar a batalha contra o câncer.


Sepultamento
 


O sepultamento de Sara Dantas foi acompanhado por milhares de pessoas na tarde desta segunda-feira (13) em Currais Novos. A multidão acompanhou o carro que levava o corpo da menina pelas ruas da cidade até o cemitério Nossa Senhora de Fátima. Antes disso, o corpo foi velado no Palácio dos Esportes Cortez Pereira.

Durante o velório, a mãe da menina cantou a música 'Meu Barquinho' em homenagem à filha. A música está no CD gravado pelas duas.

  
Do G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário