sábado, 23 de maio de 2015

A hepatite que mais leva ao câncer de fígado. Previna-se!


A hepatite C é causada por um vírus transmitido principalmente pelo sangue contaminado, no entanto, a infecção pode também passar por meio das vias vertical (de mãe para filho) e sexual. O portador do vírus da hepatite VHC pode desenvolver uma forma crônica da doença que leva a lesões no fígado, como a cirrose e o câncer hepático.

No Brasil, uma média de 3 milhões de pessoas estão infectadas pelo vírus da hepatite C. Vale lembrar que não existe uma vacina conta a doença e a cura é definida pela ausência de vírus no sangue seis meses após o fim do tratamento da enfermidade.

Vamos entender o exame de sangue de hepatite C?
 

Exame de hepatite C

Os exames de sangue detectam a presença dos vírus causadores da hepatite B e C na corrente sanguínea e o anti-HCV é o marcador de triagem para a hepatite C. O uso de marcadores sorológicos em exames laboratoriais permite a detecção de pacientes infectados.

O exame é colhido através de amostras de sangue de uma veia do braço do paciente. Vale ressaltar que não é preciso fazer jejum para realizar o exame de hepatite C e o paciente precisa informar o uso de qualquer medicamento que esteja tomando durante o período. Já as mulheres precisam informar se estão grávidas.

Confira se todo o material usado para a coleta do sangue é descartável e verifique também se as agulhas ou qualquer outro objeto que entre em contato com o sangue é descartável ou está esterilizado da forma correta. É importante ficar atento a todos estes detalhes.
 

Diagnóstico da doença

O exame de escolha para diagnóstico da hepatite C compreende a pesquisa de anticorpos contra o vírus da hepatite C, o anti-VHC. Mas, em grande parte dos casos, a doença é diagnosticada durante os diversos exames de rotina ou durante a investigação de outras enfermidades. É muito importante ressaltar que pessoas que receberam transfusões de sangue antes de 1993 precisam realizar o teste anti-VHC, já que antes desta data o sangue das transfusões não era testado e não havia um conhecimento do vírus.


*Do Blog Andrologia .

Nenhum comentário:

Postar um comentário