quarta-feira, 31 de maio de 2017

UMA TAÇA DE VINHO POR DIA JÁ AUMENTA OS RISCOS DE DESENVOLVER CÂNCER DE MAMA

Novo estudo reforça o papel do estilo de vida e defende que exercícios reduzem incidência de tumor
WASHINGTON – Basta uma taça de vinho ou outra bebida alcoólica ao dia para aumentar os riscos de desenvolver câncer de mama, revela um grande estudo do Instituto Americano para Pesquisa de Câncer (AICR, na sigla em inglês) e do Fundo Mundial para Pesquisa de Câncer (WCRF, na sigla em inglês).
O relatório mostra ainda, pela primeira vez, que exercícios vigorosos como corrida ou ciclismo reduzem o risco tanto de tumores pré quanto pós-menopausa.
— As evidências são claras: manter um estilo de vida fisicamente ativo, um peso saudável ao longo da vida e limitar a ingestão de álcool são maneiras de baixar esse risco — explica Anne McTiernan, principal autora do estudo e especialista em prevenção do Centro de Pesquisa Fred Hutchinson.
Dieta, nutrição, atividade física e câncer de mama foram sistematicamente relacionados e avaliados nessa pesquisa desde 2010. Os pesquisadores revisaram 119 estudos, incluindo dados de 12 milhões de mulheres e 260 mil casos de câncer de mama.
O relatório encontrou fortes indícios de que beber o equivalente a um pequeno copo de vinho ou de cerveja por dia aumenta o risco de câncer de mama pré-menopáusico em 5% e o risco de câncer de mama pós-menopausa em 9%.
Com o exercício vigoroso, as mulheres pré-menopáusicas tinham um risco diminuído em 17% e as mulheres na pós-menopausa reduziam o risco em 10% na comparação com as menos ativas.
Além disso, o relatório mostrou que estar acima do peso aumenta o risco de câncer de mama pós-menopausa, o tipo mais comum de câncer de mama. Mães que amamentam estão em menor risco de câncer de mama. E um maior ganho de peso adulto aumenta o risco de câncer de mama pós-menopausa.

*Fonte: O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário