sexta-feira, 14 de julho de 2017

Liga Contra o Câncer completa 68 mantendo o alto padrão mesmo em meio às dificuldades

A Liga Norte Riograndense Contra o Câncer completa 68 anos de fundação na próxima segunda-feira. Fundada em 17 de julho de 1949, passou de uma simples casa de recolhimento de cancerosos para se tornar o único Centro de Alta Complexidade em Oncologia (CACON) do Estado, e grande referência em tratamento contra o câncer, tanto no aspecto quantitativo (volume de atendimento), quanto qualitativo (recursos técnicos) na região.

Reconhecida pela democratização do acesso à oncologia de ponta, a Liga é formada por cinco unidades, sendo uma de apoio humanitário: o Centro Avançado de Oncologia (CECAN), Hospital Dr. Luiz Antônio, Policlínica, Hospital de Oncologia do Seridó (em Caicó) e a Casa de Apoio Irmã Gabriela.


Sociedade civil sem fins lucrativos, a Instituição realiza por ano um total geral 987.845 procedimentos realizados edestina cerca de 75% de seu atendimento a pacientes do SUS, como parte de sua missão de levar a melhor assistência oncológica a todos os cidadãos, independente da forma de acesso.

Ao longo de sua história, a Liga conseguiu alcançar um nível de excelência raro para uma filantrópica, além de estar se reinventando e, com isso, conseguindo dar conta do vertiginoso crescimento da demanda, mesmo em meio às dificuldades enfrentadas no País. “Estamos diante de uma grave crise de financiamento na saúde, porém o paciente da Liga ainda não percebe esse cenário. Embora a situação seja muito preocupante, fazemos o possível para aumentar a produtividade e conseguir absorver o aumento de custos”,afirma o superintendente da Liga Norte Riograndense Contra o Câncer, Dr. Roberto Sales.

Nenhum comentário:

Postar um comentário